Você está aqui: Capa / Todo Conceito / Diversidade, deficiências, medos e sonhos estão entre os temas de “O vespeiro”

Diversidade, deficiências, medos e sonhos estão entre os temas de “O vespeiro”

Livro do autor canadense Kenneth Oppel chega às livrarias pela Galera no fim de abril

O VESPEIRO(The nest)KENNETH OPPEL Ilustrações de JON KLASSEN

A família de Steve não está vivendo um verão muito fácil. Theo, seu irmão recém-nascido, tem uma doença congênita e será operado em breve. O clima na casa é ruim e os pais mal têm tempo de dar atenção a Steve e sua irmã mais nova, Nicole. Mas quando uma vespa-rainha aparece em seus sonhos dizendo que tem a solução para todos os problemas, Steve terá que tomar uma decisão difícil.

Em “O vespeiro”, o autor canadense Kenneth Oppel se apóia no realismo com um pezinho na fantasia para narrar uma trama delicada e um tanto sombria sobre o que é, na verdade, ser “normal”. Ou “perfeito”. Steve é um pré-adolescente com problemas de ansiedade e uma tendência ao TOC, e é pelos olhos dele que acompanhamos a história.

Alérgico a vespas, ele se impressiona com o surgimento de um ninho no telhado da casa. Em seus sonhos, no entanto, as vespas parecem anjos, e lhe dizem que farão o irmão ficar saudável novamente. Enquanto luta com suas próprias inseguranças, Steve terá que descobrir quais são as conseqüências deste trato.

Com uma narrativa precisa e uma escrita que se equilibra bem na linha tênue entre o real e a imaginação, Oppel mostra o que pode realmente unir uma família, além de defender a ideia de que nossas fraquezas e deficiências não nos tornam pessoas piores.

A edição tem belas ilustrações de Jon Klassen, que trabalha para a DreamWorks e esteve na equipe de filmes como “Coraline e o mundo secreto” e “Kung Fu Panda 2”.

TRECHO:

“Sentia o bebê quentinho contra o peito. Sabia que eu também estava quebrado. Eu não era como as outras pessoas. Era medroso, esquisito, ansioso e quase sempre triste, só não sabia o motivo. Meus pais me achavam anormal, tenho certeza. Eles negavam, mas ninguém manda uma pessoa normal para o analista.

Às vezes não devemos agir da maneira como agimos. Não é bom para nós. E as pessoas não gostam. Temos de mudar. Temos de nos esforçar, e respirar fundo e, talvez um dia, tomar remédios e aprender truques para que possamos pelo menos fingir que somos mais parecidos com os outros; com as pessoas normais. Mas talvez Vanessa tivesse razão, e todo mundo também estivesse quebrado, do próprio jeito. Talvez todos passemos tempo demais fingindo que não estamos quebrados.”

 

Resenha no Guardian – bit.ly/2oZwSwQ

Resenha no New York Times – nyti.ms/2pjlEUU

Kenneth Oppel é autor da trilogia Asa-de prata, que vendeu milhões de cópias em todo o mundo e foi transformada numa série de animação para a TV e numa peça de teatro. Mora em Toronto com a mulher e os filhos. Mais sobre ele em kennethoppel.ca. Jon Klassen é um ilustrador canadense que mora em Los Angeles. Mais sobre ele é burstofbeaden.com.

 

Sobre admin

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Scroll To Top