Governo do Estado entrega novo prédio da Junta Comercial do Maranhão – Luiz Almeida

Governo do Estado entrega novo prédio da Junta Comercial do Maranhão

22 de abril de 2021

Coração da história do Maranhão e valorização dos prédios seculares de São Luís. Neste feriado de Tiradentes, 21 de abril,  foi inaugurado o prédio que abriga a Junta Comercial do Maranhão (Jucema). Todo reformado, estruturado e equipado, preservando as características históricas do seus quase 200 anos, o prédio conta agora com elementos modernos e itens de acessibilidade. O local que já foi moradia de Ana Jansen, personagem icônica da era da escravatura no Estado, será espaço de apoio ao empreendedorismo e negócios. 

Novo prédio da Jucema é entregue pelo Governo do Maranhão (Foto: Nael Reis)

A reforma do prédio da Jucema integra as ações do programa Nosso Centro, que tem como objetivo, focar o centro da cidade como espaço de desenvolvimento, no rol das políticas públicas. O governador Flávio Dino pontuou que outras obras foram e serão realizadas no bairro histórico e região central, e, com a entrega do casarão, o acervo se torna ainda mais reconhecido, valorizado e prestigiado. 

“Um belo exemplo de arquitetura, com quase 200 anos de história, agora devolvido à cidade e ao Estado, para funcionamento de um equipamento de grande importância aos empreendedores e economia, que é a Junta Comercial. Uma obra de muitos significados, hoje celebrando a história do Maranhão nesta dia de Tiradentes, preservando o patrimônio e estimulando investimentos vitais para a geração de emprego e renda do Maranhão”, frisou o governador Flávio Dino.

O presidente da Jucema, Sérgio Sombra, enfatizou o retorno ao prédio que era da Jucema, 20 anos depois, com a restauração promovida pelo Governo do Estado. “Estamos integrando esse conjunto arquitetônico, importante para São Luís e, ao mesmo tempo, agregando serviços importantes aos pequenos e grandes empreendedores e aos negócios de forma geral”, disse o gestor.

Restauração

Preservando os elementos construtivos, arquitetônicos, estruturais e artísticos do casarão, a obra contemplou uma série de intervenções estruturais, como o restauro de esquadrias, paredes, forros, pisos, coberturas, poço e banheira. 

A revitalização da área dos fundos contemplou a implantação de um estacionamento, restauro das pinturas históricas, implantação e modernização das instalações prediais (sistema elétrico, iluminação, hidráulica, telefonia, sistema de prevenção e combate a incêndio e drenagem) e serviços de paisagismo. 

A ampla reforma no casarão foi realizada pela Secretaria de Estado de Governo (Segov), em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Esta é uma das 44 obras do PAC Cidades Históricas, em São Luís. Participou ainda do evento, o titular da Segov, Diego Galdino.