Luiz Almeida com humor

Êpaaaaaaa, a culpa da Escola Gaviões da Fiel perder o título foi do Ronaldo Fenômeno

Não é que a Escola de Samba Gaviões da Fiel, ligada à torcida do Corinthians, perdeu o título do Carnaval de São Paulo e ainda ficou atrás da Mancha Verde, ligada ao Palmeiras, mas êpa. Tytto esteve na apuração e me contou que a primeira coisa que eles fizeram, foi irem  todos para porta do clube para culpar o Ronaldo Fenômeno que abandonou o futebol antes do Carnaval. Ô povo para não gostar de perder e arrumar sempre um culpado. HeHeHe

E por falar em povo maldoso, mas êpa. Dizem que o Maestro João Carlos Martins, enredo da Vai-Vai, Escola de Samba Campeã de São Paulo, chorava no desfile não de emoção, mas de dor na mão.

Não é que o Tytto depois de mais de 10 anos de participação no Carnaval de São Luís, neste ano ficou sem seu adesivo de Trânsito Livre, para estacionar o carro dele na Passarela do Samba e em outros lugares da cidade, para cobrir com sua câmera o quase Carnaval de Rua que aconteceu.  Tytto teve que passar por lugares perigosos com sua câmera, correndo o risco de ser roubado, mas êpa. Ele já decidiu! Convidou-me para no próximo ano irmos para uma cidade do interior ou para outra capital e fazer uma divulgação aqui na coluna, no site e no blog sobre o Carnaval da cidade escolhida.

Mas, o que o Tytto viu de carro ao lado da Passarela do Samba estacionado e sem adesivo de trânsito livre foi grande, mas êpa. Como o Tytto não faz o estilo “carteirada” e de forçar barra, preferiu não comparecer no dia seguinte do desfile e para proteger seu equipamento fotográfico deixou em casa durante o Carnaval.

Apesar do que aconteceu, Tytto ficou feliz da vida, mas êpa. O motivo foi que conseguiu ver de perto um grupo grande de marronzinhos na cidade, até mesmo quando estava chovendo.

Na boa, Tytto um cachorro falante que é viajado nunca viu algo tão estranho quanto o Carnaval de Rua de São Luís, neste ano, mas êpa. Tinha hora para começar e acabar, não era algo espontâneo como acontece em Olinda, por exemplo. O Tytto quando chegava não tinha começado e no dia seguinte quando ia mais tarde, já tinha acabado. Vai entender.

Tytto descobriu a solução para o trânsito de São Luís, depois de ver o vídeo do Arquiteto que mostra de forma brilhante como solucionar o trânsito da capital a ideia apareceu, mas como Tytto sabe que cabeça de político é complicada para entender certas coisas simples, ele teve uma ideia do cão e de solução rápida do problema, mas êpa. Acabar com os carros de São Luís e voltar à época das charretes. Não seria nada demais, como político é o mesmo desde o descobrimento do Brasil, o trânsito pode ser o mesmo também. Sem carro.

E começa a campanha do torcedor flamenguista para volta de Adriano, mas êpa. Eles querem o Adriano no Vasco, apesar de ter perdido o Carlos Alberto, mas com a chegada do Diego Souza e mais o Felipe, o Adriano “Eu sou normal”, cairia como uma luva no time vascaíno, ou seja, para explodir de vez com o Dinamite, o presidente. Mui amigos estes torcedores flamenguistas.

O pior destes flamenguistas foi essa, mas êpa. Só precisa um jogador do Vasco fazer uma besteira como o ex-goleiro Bruno fez que com certeza serão campeões brasileiros. Muita maldade, que humor péssimo este.

E a lei que proíbe o celular nos estabelecimentos bancários. Para o Tytto é como mandar a pessoa colocar grades nas suas casas para não serem roubadas, mas êpa. É tanta lei para pouca fiscalização, pois se a lei da fila fosse realmente colocada em prática o cliente ficaria pouco tempo no banco. Tytto teve outra ideia animal, nas próximas eleições não vamos eleger mais os deputados para criarem leis e sim demitir todos eles e eleger fiscais para colocarem as leis que já existem em prática. Pode ser uma folga de 100 anos para os deputados, mas sem direito ao salário.

Você pode gostar...