Quase 1.500 anunciantes já foram inscritos na plataforma de comércio online ReSolvi

27 de julho de 2020

Inaugurada há menos de um mês, a Rede Solidária de Comércio Virtual (ReSolVi) já contabiliza números expressivos. A plataforma de comércio que disponibiliza espaço de venda online para pequenos produtores já tem 1.471 anunciantes inscritos e 637 anúncios de produtos e serviços. 

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres), pasta que encabeça a iniciativa que integra o conjunto de ações do Governo do Maranhão para reduzir os impactos causados pela pandemia de Covid-19 na economia e na vida de centenas de trabalhadores maranhenses. 

Até o momento, a ReSolVi já alcançou empreendimentos de 95 municípios, o que significa que em pouco mais de dez dias de atividade, a plataforma online já é realidade em 43,77% do território maranhense. 

Além do acesso a capacitações e linhas de crédito, a ReSolVi estimula a criatividade e a inovação em tempos de restrições sanitárias em escala global. 

Desenvolvido para atender empreendimentos solidários ou familiares, microempreendedores, prestadores de serviço e demais trabalhadores que atuam no setor formal e informal, a ReSolVi oferece ao consumidor uma gama diversificada de produtos e serviços, que são divididos na plataforma por cidade e em categorias como artesanato, produtos de beleza, restaurante, obras, oficina, serviços de entrega, roupas e acessórios, entre outros. 

“Oportunidade fantástica”

Chama atenção a quantidade de anunciantes do sexo feminino que aderiram à plataforma. Segundo a Setres, 1.131 dos anúncios cadastrados foram feitos por mulheres, número que representa 77% do total dos anúncios, contra 340 anunciantes do sexo masculino (23%). 

A artesã Samira Ferreira é uma dessas mulheres que apostam na ferramenta online para minimizar os prejuízos financeiros da pandemia. Para Samira, a ReSolVi “é uma oportunidade fantástica” em meio ao quadro recessivo nacional e ao cenário de distanciamento social. 

“Desde quando iniciou a pandemia, que a gente entrou em quarentena, todo o nosso processo teve que ser reinventado. A ReSolVi veio para somar com as estratégias que a gente elaborou no início [da pandemia]. É uma oportunidade fantástica, eu indico. A Setres está de parabéns”, pontua a artesã. 

A projeção da Setres é que, até dezembro, cerca de 10 mil empreendedores estejam cadastrados na plataforma ReSolVi. Ao longo do ano, a Secretaria espera articular com o Sistema S a ampliação no número de capacitações e qualificações oferecido aos empreendedores e parceria com o Banco do Nordeste para disposição de linha de crédito especial para os anunciantes.   

Acesse www.resolvi.ma.gov.br para cadastrar um novo anúncio ou conhecer os produtos e serviços oferecidos pela plataforma em todo o Maranhão.

Você pode gostar...